GUIA PARA IDENTIFICAR
"PONTOS ÚNICOS DE DIFERENCIAÇÃO"

Neste Dia Mundial do Doente, conheça os direitos dos doentes e a importância da humanização dos cuidados de saúde.

Consultas Médicas (Medicina do Trabalho - MT)

Melhorar as condições de saúde física e mental dos Trabalhadores e prevenir acidentes de trabalho.

Problema:
Muitas Empresas do Mercado não têm em atenção aos antecedentes clínicos como histórico de doenças, fatores hereditários, etc.

Consequência:
Os serviços de SST têm como missão não apenas a prevenção de acidentes de trabalho, como também a prevenção e identificação de riscos de saúde do trabalhador. A ausência de processos de despiste não contribuem para a boa prevenção da saúde dos trabalhadores e poderá acarretar custos inerentes a doenças.

Problema:
Grande parte das Empresas de SST não têm esta importante dimensão na sua avaliação Clínica.

Consequência:
Os riscos psicossociais decorrem de deficiências na conceção, organização e gestão do trabalho, bem como de um contexto social de trabalho problemático, podendo ter efeitos negativos a nível psicológico, físico e social tais como stress relacionado com o trabalho, esgotamento ou depressão.

Problema:
Há empresas de SST que não têm quadros especialistas em MT autorizados pela DGS. Funcionam à margem da lei.

Consequência:
Quer sejam médicos, quer sejam enfermeiros a DGS obrigada que os serviços de MT sejam realizados por quadros especializados e autorizados. O incumprimento desta diretiva irá apresentar-se como uma ilegalidade com custos para o cliente.

Medicina no Trabalho Foto

Exames Complementares (ECMs)

Avaliar a saúde e capacidade laboral dos trabalhadores, identificar riscos ocupacionais e prevenir doenças relacionadas com o Trabalho.

Problema:
Algumas Empresas de SST apresentam unicamente valores para consultas sem exames para apresentação de preço competitivo.

Consequência:
A proposta apresentada será incrementada posteriormente com a inclusão destes exames obrigatórios.

Problema:
Existem Empresas que não apresentam os exames indicados ou todos os exames indicados para as funções dos trabalhadores.

Consequência:
Os serviços contratados não vão ao encontro das necessidades reais da empresa e do trabalhador. Em resultado será um custo financeiro efetivo sem retorno para a empresa e um risco de saúde para o trabalhador.

Dados avaliados pela Segurança no Trabalho integrados com a área da Saúde do Trabalho

Integração das informações trabalhadas pela área de segurança no trabalho num único sistema, facilitando o acesso e a análise por parte da equipa de saúde (enfermeiro e médico do trabalho) para melhorar a prevenção de acidentes, de lesões e doenças com origem ou potenciadas no local de trabalho.

Problema:
Muitas Empresas não analisam de forma integrada as informações relativas aos postos e ambientes de trabalho com o estado de saúde do trabalhador e seu historial clínico.

Consequência:
A prestação de serviços não agregará valor acrescentado ao cliente. Ambas as áreas são complementares. Legalmente devem ser trabalhadas em conjunto para benefício dos trabalhadores e do cliente.

Conhece a relação entre os riscos psicossociais e as doenças cardiovasculares?

Doenças Profissionais

Prevenir doenças profissionais, identificar possíveis problemas de saúde relacionados com o trabalho e promover um ambiente de trabalho seguro e saudável. 

Problema:
Habitualmente as empresas não disponibilizam os seus recursos ou vão cobrar à parte as horas dispensadas.

Consequência:
O serviço verifica-se assim incompleto e representará um custo adicional para o cliente.

Descubra, neste artigo, os sintomas das doenças neurológicas mais comuns e como as prevenir.

Acidentes de trabalho

Investigação das causas que originaram um determinado acidente de trabalho e análise das ações a implementar para evitar nova ocorrência, prevenindo futuros acidentes.

Problema:
Grande parte dos serviços externos de SST não incluem nas suas propostas de forma clara a caracterização de todos os acidentes de trabalho nas empresas clientes.

Consequência:
Para além de apresentarem um serviço incompleto, este será um custo adicional apresentado posteriormente ao cliente.

Adoção de comportamentos seguros em ambiente laboral

Plano de Prevenção e Avaliação de Riscos

Identificar, analisar e avaliar os indicadores de maior risco promovendo todas as ações necessárias para melhorar as condições de segurança e saúde dos trabalhadores, prevenindo acidentes de trabalho, doenças profissionais e promovendo locais de trabalho seguros e saudáveis.

Problema:

Uma avaliação de riscos prevê a análise e avaliação de todos os postos de trabalho e a exposição aos riscos dos seus trabalhadores, como identificar possíveis vulnerabilidades ou condições físicas, garantindo a definição de medidas de prevenção e proteção adequadas.

Grande parte das avaliações efetuadas, representam uma análise geral do ambiente de trabalho, com principal enfoco na infraestrutura da empresa, descurando a condição do trabalhador, a sua informação e consulta, resultando em planos com medidas gerais de difícil aplicabilidade ou com resultados ineficazes.

Consequência:

O preço será certamente inferior, no entanto o trabalho efetuado será incompleto, sem considerar as reais necessidades dos trabalhadores, sem promover a sua adequada informação no que respeita aos riscos a que estão expostos, assim como informação das medidas a adotar para a sua proteção, o que no final resulta numa gestão ineficaz dos riscos dos locais de trabalho e da promoção de melhorias no estado de saúde de cada trabalhador.

Problema:
Grande parte das Empresas de SST, apresentam simplesmente os resultados do inquérito sem qualquer tratamento dos dados e sem outputs úteis.

Consequência:
Os resultados crus de um inquérito não trazem valor para a empresa, pois não possibilitam tirar conclusões e ações corretivas. Ou seja será um custo efetivo sem benefício para a empresa.

Problema:
Muitas Empresas de SST não incluem acompanhamento no serviço e na implementação das ações de melhoria.

Consequência:
Será um novo custo não contabilizado e que será apresentado posteriormente ao cliente.

Problema:
Alguns serviços de SST não acompanham os trabalhadores na totalidade das tarefas desempenhadas, limitando-se a verificar os trabalhos efetuados nas instalações e não analisando atividades desenvolvidas no exterior na deslocação a clientes ou outros que também acarretam riscos suscetíveis de causar acidentes ou doenças profissionais.

Consequência:
Deste modo a avaliação de riscos será incompleta, não identificando a totalidade dos riscos a que os trabalhadores estão expostos e não sendo dados os esclarecimentos necessários à entidade empregadora para prevenir os AT’s e DP’s na sua totalidade.

Avaliação de Fatores de Risco Mensuráveis

Identificar e quantificar os diferentes fatores de risco passiveis de ser medidos e que podem aumentar a probabilidade de ocorrência de acidentes ou doenças profissionais.

Problema:
Algumas Empresas não realizam as avaliação de fatores mensuráveis de acordo com a atividade (ex: ruído ocupacional).

Consequência:
A Avaliação de Riscos torna-se assim incompleta, uma vez que os fatores de risco não são medidos e, como tal, não são definidas as medidas concretas para a realidade em estudo. A definição de medidas concretas a executar, assim como o desenvolvimento de um programa de controlo de um determinado risco, apenas é possível após a sua correta medição e avaliação.

Design Thinking

Anexo D do Relatório Único

O Relatório Único é um documento obrigatório em Portugal, que deve ser preenchido anualmente pelas empresas e entregue às autoridades competentes.

Problema:
No mercado de SST muitos Operadores não prestam apoio neste âmbito, colocando apenas os dados que lhes “pertencem”, muitas vezes parametrizado em modo automático e não de acordo com o serviço realmente efetuado.

Consequência:
O Anexo D do relatório único resume e deve refletir a forma como a empresa gere a SST. Assim a empresa prestadora deve auxiliar a empresa cliente, preenchendo os dados de acordo com as obrigações legais exigidas e com os dados reais de acordo com o serviço efetivamente prestado, evitando a aplicação de coimas.

Prevenção da Diabetes

Consulta aos Trabalhadores

A consulta dos trabalhadores é um requisito obrigatório que promove a contribuição ativa e envolvimento dos trabalhadores com vista à redução dos riscos profissionais e das taxas de acidentes de trabalho nas empresas.

Problema:
Grande parte das Empresas de SST, elaboram inquéritos aos trabalhadores e apresentam simplesmente os resultados sem qualquer tratamento dos dados e sem a respetiva integração na gestão dos riscos profissionais. Grande parte das vezes esta consulta aos trabalhadores tem um custo adicional, apresentado em separado.

Consequência:
A simples aplicação de inquéritos e apresentação de resultados estatísticos, sem integrar na gestão de riscos profissionais, não acrescenta valor para a empresa pois não possibilita tirar conclusões e definir ações corretivas necessárias. Ou seja será um custo efetivo sem o devido benefício para a empresa.

Intervenções em Saúde e Bem-Estar Organizacional

Promoção da saúde

Garantir o bem-estar físico, mental e social dos indivíduos no ambiente de trabalho. Essas ações visam prevenir doenças, promover estilos de vida saudáveis e melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores.

Porque? Muitas empresas têm, no seu portfolio, ações avulsas de promoção da saúde, que são aplicadas nas empresas, sem serem identificadas primeiramente as reais necessidades dos trabalhadores e/ou da empresa.

Consequências: Ações de promoção da saúde sem estratégia, aplicadas avulsamente, garantem poucos resultados quer para o trabalhador, quer para a mudança no ambiente de trabalho.

Crie ambientes seguros e saudáveis para os seus colaboradores!